Porto do Itaqui inova na Agrobalsas

Compartilhar

Até sexta-feira (24), os visitantes da Agrobalsas têm a oportunidade de conferir de perto a extensão e as dimensões do Porto do Itaqui por meio de óculos de realidade virtual, no estande do porto na fazenda Sol Nascente. Em uma experiência inédita de dar frio na barriga, o visitante poderá ver de perto equipamentos, navios e a movimentação de cargas.

Os óculos de realidade virtual foram a forma que a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) encontrou para demonstrar ao público a grandiosidade do Itaqui e a sua importância para o agronegócio, especialmente para a movimentação de grãos.

“O sul do Maranhão é um dos principais polos originadores de carga para o nosso porto e a participação na Agrobalsas se dá por ser uma das feiras agrícolas de maior destaque do estado. O objetivo é contribuir para que a sociedade tenha cada vez mais conhecimento dessa cadeia produtiva tão importante para o país”, afirma o presidente do Itaqui, Ted Lago.

Foto: Divulgação

O porto público maranhense foi o que mais movimentou grãos entre os Portos do Arco Norte em 2018 e, agora, em 2019 o escoamento desse grão cresceu 17% nos quatro primeiros meses do ano em relação ao mesmo período de 2018.

De janeiro a abril deste ano, apesar do intenso período chuvoso, foram movimentadas 2,3 milhões de toneladas de soja. Destaque para o pico em fevereiro, quando foi registrada alta de 1.336%, um salto de 33.700 toneladas em fevereiro de 2018 para quase 484 mil no mesmo mês, neste ano.

Em 2018 foram exportadas pelo Itaqui 9,8 milhões de toneladas de grãos, o equivalente a cerca de 8% da produção brasileira do ano. São esses resultados que o porto público do Maranhão também apresenta na Agrobalsas.

Expansão

O Porto do Itaqui está preparado para atender a demanda de 2019 e dos próximos anos. A segunda fase do Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram) – com obras já iniciadas – representa uma elevação da capacidade de movimentação de grãos do Itaqui para 14 milhões de toneladas que, somadas a mais 4 milhões de toneladas do terminal da VLI, garantirá um volume mais do que suficiente para sustentar o crescimento esperado nos próximos anos.

Deixe um comentário