Suzano Papel e Celulose inicia produção de papel sanitário no Maranhão

Compartilhar

Presidente da Suzano, Walter Schalka,  e governador Flávio Dino observam papel produzido na fábrica

A Suzano Papel e Celulose iniciou a produção de bobinas usadas na confecção de papéis sanitários (tissue) na Unidade Imperatriz, a primeira fábrica desse tipo no estado do Maranhão, com capacidade para produzir até 60 mil toneladas de papéis por ano.

O início da produção é mais uma etapa do ciclo de investimentos realizados para a construção de duas fábricas de papéis sanitários, usados na confecção de papel higiênico, papel toalha, lenços de papel e guardanapos, entre outros itens.

A linha da Unidade Mucuri (BA) foi inaugurada em setembro passado, com a mesma capacidade de produção da fábrica maranhense. O investimento estimado na instalação das duas unidades é de R$ 540 milhões.

Em um primeiro momento, a Unidade Imperatriz produzirá apenas os chamados “jumbo rolls” (bobinas gigantes de papel). No início de 2018, parte dessa produção será destinada à fabricação de produtos com marca própria da Suzano para o consumidor final, principalmente nas regiões Nordeste e Norte.

“O consumo per capita nas duas regiões ainda é inferior à média brasileira e acreditamos que a retomada da economia impulsionará ainda mais o consumo local dos papéis sanitários”, afirma o presidente da Suzano Papel e Celulose, Walter Schalka.

O governador do Maranhão, Flávio Dino, esteve presente na inauguração das fábricas da Suzano Papel e Celulose e da Peróxido do Brasil, esta especializada na produção de peróxido de hidrogênio.

Com o investimento de mais de R$ 217 milhões, no total, os dois empreendimentos potencializarão a economia e o mercado de trabalho no estado, com a geração de 300 empregos diretos e indiretos.

“Estamos muito felizes por essa expansão, verticalizando a cadeia produtiva, ingressando para além do segmento de celulose. A partir de agora a Suzano passa a produzir o papel de vários setores, o que agrega empregos, tributos para o nosso estado, que é o núcleo da responsabilidade social de uma empresa”, celebrou o governador Flávio Dino.

 

Deixe um comentário