Raízen investe R$ 200 milhões no Maranhão para ampliar capacidade de distribuição

Compartilhar

Durante visita técnica às obras do terminal de combustíveis da Raízen, na retroárea do Porto do Itaqui, na terça-feira (27), o secretário de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, afirmou que a gestão estadual vai transformar o Maranhão em um hub de distribuição de combustíveis.

A Raízen, que está com as obras do terminal em ritmo acelerado, está investindo R$ 200 milhões no empreendimento, que logo na sua primeira fase, irá

Equipe da Seinc realizou visita técnica às obras do terminal de combustíveis da Raízen. Foto: Divulgação

para vários estados.

Durante a visita, Simplício Araújo percorreu os locais onde estão sendo erguidos os oito tanques de armazenamento de combustíveis, com capacidade para 10 milhões de metros cúbicos cada. Segundo ele, além da Raízen, outras empresas devem em breve seguir por esse caminho, na construção de mais terminais no estado.

“Em 2015, assinamos e garantimos a implantação da Raízen no Maranhão. Além da empresa, outros terminais devem se instalar no estado”, sublinhou Simplício Araújo.

Atualmente, 160 pessoas trabalham nas obras, 90% mão de obra maranhense, atendendo uma das contrapartidas firmadas com o Governo. Em 2019, serão iniciadas as obras civis, que devem empregar mais 600 pessoas.

O terminal de combustíveis terá suas obras finalizadas em 2020. Quando estiver em pleno funcionamento, o local terá capacidade para armazenar 160 milhões de metros cúbicos de combustíveis, que serão distribuídos para várias regiões do país.

Contrapartidas sociais

Para que a implantação da Raízen no Maranhão fosse possível, a gestão estadual requereu o compromisso da empresa com contrapartidas sociais – como tem feito com todos os empreendimentos e empresas que desejam se instalar e se expandir no estado. Dessa maneira, a Raízen se comprometeu com a entrega de ambulâncias, os veículos já estão sendo entregues.

Equipe da Seinc realizou visita técnica às obras do terminal de combustíveis da Raízen. Foto: Divulgação

Além disso, a distribuidora também assumiu a contratação de mão de obra local durante as obras e operação da sua base no Porto do Itaqui e já garantiu a entrega de equipamentos modernos e um caminhão ao Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial (Inmeq).

Deixe um comentário