Observatório do Turismo aponta alta na taxa de ocupação hoteleira no Maranhão

Compartilhar

Observatório do Turismo do Maranhão realizou levantamento da taxa de ocupação hoteleira em 5 cidades maranhenses. A coleta de dados foi feita por pesquisadores da Secretaria de Estado do Turismo e da Secretaria Municipal de Turismo durante o feriado de Corpus Christi, de 20 a 23 de junho de 2019.

O Maranhão está na moda. A frase dita pelo governador Flavio Dino retrata bem o atual cenário do turismo, como explica o secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior. “Em junho e julho, nossos destinos turísticos recebem milhares de visitantes. Nesse mês, já foram 170 mil apenas pela malha área, estamos tendo em média 30% a mais de passageiros do que em 2018. Os hotéis também tem superado esse percentual chegando próximo a 40% de aumento em algumas cidades”, explicou.

Nessa edição, foram selecionadas as cidades de Barreirinhas, Carolina, Imperatriz, São Luís e Tutóia. A novidade nesse ano foi a inclusão de Tutóia, tanto pela importância do Polo Delta das Américas como também pela cidade compor a Rota das Emoções, premiado roteiro turístico brasileiro.

Foto: Divulgação

O levantamento apontou que a cidade porta de entrada dos Lençóis Maranhenses, Barreirinhas, obteve uma taxa média de 85% de ocupação durante o período. Já Carolina, na região da Chapada das Mesas, obteve 70,45%, Imperatriz com 34,40%, São Luís, capital do estado e patrimônio cultural da humanidade com 70,72%, e por fim, Tutóia, na região do Delta das Américas, com 61,60%.

Aumento da ocupação em relação ao mesmo período de 2018

Em relação ao período do feriado de Corpus Christi em 2019, houve aumento em comparação ao ano anterior nos seguintes destinos do Maranhão: São Luís com aumento de 20,72%, Barreirinhas com aumento de 21,43% e Carolina com aumento de 38,84%.

O coordenador do Observatório do Turismo do Maranhão, o professor doutor Saulo Ribeiro dos Santos, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), acredita que o aumento da taxa média foi em decorrência do início do período do São João no Maranhão. “Nossos festejos juninos foram amplamente divulgados em diversas plataformas. Soma-se a isso a participação em feiras e ações de promoção nos estados emissores, o que contribui para aumentar o fluxo de visitantes”.

Saulo Ribeiro chama a atenção para que os empresários do setor hoteleiro contribuam com o fornecimento das informações sobre a taxa média de ocupação, para que se tenha um maior volume de informações sobre a situação do turismo no estado. “Quanto mais informação tivermos sobre a realidade turística, melhor será para todos, pois os destinos poderão captar novos empreendimentos, os empresários poderão fazer maiores investimentos e contratações, entre outros aspectos”, esclareceu.

Essa pesquisa faz parte da continuidade de coletas feitas desde 2017 sobre a taxa média de ocupação dos empreendimentos hoteleiros nos principais destinos turísticos do Maranhão. Para o levantamento dos dados, adotou-se como metodologia o envio de e-mails, assim como ligação para os empreendimentos pré-selecionados situados por localidade.

Deixe um comentário