Competitividade do Itaqui é confirmada com recorde de satisfação de clientes

Compartilhar

Pesquisa realizada no fim de 2018 com clientes do porto maranhense revelou crescimento de 15,38% no índice de satisfação

O índice de satisfação geral dos clientes com o Porto do Itaqui cresceu 15,38% e passou a 78% em 2018, de acordo com pesquisa contratada pela Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP). Foram entrevistados 49 clientes que operam no local, de setembro a dezembro de 2018. Levando em consideração apenas os arrendatários – instituições que possuem contrato de cessão para utilização de áreas e instalações dentro do porto organizado –, esse índice chega a 93%.

“Este resultado é fruto do trabalho empreendido pela equipe do Porto do Itaqui nos últimos quatro anos, focado no atendimento às necessidades dos nossos clientes. E vem confirmar o cumprimento dos pilares da EMAP, que hoje é referência em gestão entre os portos públicos do Brasil”, destaca o diretor de Planejamento e Desenvolvimento do Itaqui, Jailson Luz.

Entre os clientes consultados para a pesquisa estão arrendatários, não arrendatários, operadores portuários, agentes de navegação e órgãos anuentes (como a Receita Federal). Do total de arrendatários do Itaqui, a maioria reportou um nível elevado de satisfação (93%). Entre os não arrendatários, a satisfação chegou a 86%.

“É um prazer poder enaltecer os pontos positivos da EMAP. Dentre tantos que existem, destacamos a forma idônea com que fiscaliza nossas operações, sempre trazendo contribuições que geram melhorias no nosso processo de segurança, qualidade e meio ambiente”, declara o gerente de Terminal Portuário Anderson Santos da Glencore, uma arrendatária do Itaqui.

Sobre o porto, Anderson acrescenta, também, “a gestão de problemas com metodologia científica e a promoção contínua de boas práticas junto aos operadores portuários, buscando meios para diminuir impactos ambientais, de segurança do trabalho e operações”.

Eficiência

O grau de satisfação foi avaliado em relação a aspectos como atendimento, serviços prestados e infraestrutura. Quanto aos serviços, o Itaqui alcançou 80% de satisfação. Um dos destaques foi a obtenção de 100% em relação ao suporte da EMAP junto à Receita Federal no processo de liberação de expedição de carga desembarcada e a conformidade com as legislações.

Em referência ao atendimento, o índice chegou a 82%, um aumento de 29,57% em relação ao ano anterior. Os clientes destacaram como principais vantagens do porto a localização geográfica, a profundidade do canal e a administração da EMAP.

“É importante receber esse feedback dos nossos clientes para que possamos buscar uma melhoria contínua nos nossos serviços e na infraestrutura do porto. Essas informações são fundamentais para o planejamento, a manutenção e a realização de obras”, explica a gerente da Qualidade, Ana Carolina Maciel.

“Dessa forma, estamos conseguindo perceber a evolução de um ano para o outro. Historicamente, esse resultado foi o melhor que tivemos”, completa Ana Carolina.

Terminais de ferryboat

A pesquisa também foi realizada com mais de 600 usuários dos terminais de passageiros da Ponta da Espera e Cujupe, que utilizam o serviço de ferryboat para transporte entre a capital e os municípios da Baixada Maranhense.

O terminal da Ponta da Espera alcançou 77,34% de satisfação, com destaque para a limpeza, conservação e a infraestrutura do local. O Cujupe recebeu 74% de avaliações positivas, mesmo em fase de finalização das obras de ampliação de sua infraestrutura.

Por ano, quase 2 milhões de pessoas e cerca de 350 mil veículos passam pelos terminais. Somente no Carnaval, estima-se a passagem de 110 mil pessoas.

Deixe um comentário